Resultados concretos

Referências partilhadas

O primeiro passo é o desenvolvimento de referências partilhadas aceites por todos os parceiros do projeto, nomeadamente perfis profissionais comuns, padrões profissionais e de competências. Estes documentos constituem a base do entendimento comum, indispensável para relações de confiança mútua e a concretização dos objetivos do projeto.

Resultado 1: Levantamento dos perfis profissionais existentes em transportes e logística com o nível 4 do QEQ

Os parceiros elaboraram relatórios nacionais sobre os perfis profissionais existentes, correspondentes às qualificações de nível 4 do QEQ em Transportes e Logística nos seus países. Clique aqui para descarregar (English document).

Resultado 2: Perfis profissionais comuns correspondentes a qualificações de nível 4 do QEQ

Três perfis profissionais foram elaborados pelo consórcio: Técnico de Transportes, Técnico de Armazém e Motorista de Transporte Rodoviário de Mercadorias. Estes documentos fornecem mais detalhes sobre as profissões referidas e garantem a ligação estreita dos resultados do projeto VETMO4TL à realidade das necessidades do mercado de trabalho. Clique aqui para descarregar.

Resultado 3: Padrões Profissionais correspondentes ao nível 4 do QEQ

Os padrões ocupacionais detalham a profissão previamente descrita nos perfis profissionais comuns: listam as atividades e tarefas concretas que os titulares das qualificações terão que realizar e fornecem mais informação sobre o ambiente de trabalho e os resultados esperados. Este documento é a fonte principal para mais tarde elaborar os padrões de competência. Clique aqui para descarregar.

Resultado 4: Padrões de qualificação para as qualificações de nível 4 do QEQ em transportes e logística

Um dos principais objetivos do VETMO4TL é permitir a realização de mobilidade reconhecida nível 4 do QEQ. Para atingir este objetivo, as qualificações existentes nos países parceiros têm deredigid ser redigidas no mesmo formato para serem comparáveis umas com as outras. Para tanto, os parceiros do projeto produziram, em primeiro lugar, uma versão transcrita dos padrões nacionais de competência, utilizando a metodologia ECVET (Sistema Europeu de Créditos do Ensino e Formação Profissionais). Isto significa que os padrões de competência são aproximados pela utilização dos resultados de aprendizagem que cada aluno deve atingir durante o processo de formação. Em consequência, os padrões de competência que nós concebemos são organizados em unidades de Resultados de Aprendizagem. Cada Resultado de Aprendizagem inclui os Conhecimentos, as Aptidões e as Competências, explicando detalhadamente o que o estudante tem que saber, o que necessita de ser capaz de aplicar na prática e como se comportar em situações profissionais específicas. Clique aqui para descarregar (English document).

Padrões de mobilidade

As referências partilhadas asseguram o entendimento das qualificações existentes nos países parceiros mas não providenciam propostas concretas para os projetos de mobilidade. Consequentemente, iremos mais longe e compararemos os programas de formação correspondentes em trabalho binacional para determinar claramente as possibilidades de mobilidade reconhecida entre dois países parceiros. Estes padrões de mobilidade irão propor um período de mobilidade apropriado, a sua duração e tipo (local de trabalho e/ou mobilidade de estudo) bem como os resultados da aprendizagem que podem ser adquiridos no exterior.

Ainda não disponível.

Sessões de trabalho para professores e formadores

Finalmente, a equipa do projeto irá organizar quatro sessões de trabalho piloto para a mobilidade dirigidos a professores e formadores para prepará-los para a utilização dos nossos resultados. Linhas de orientação específicas serão construídas de antemão para ajudar nas formações e na explicação das nossas ferramentas e documentos de uma forma simples e prática. Além disso, estes encontros ambicionam apoiar a criação de novas parcerias para futures projetos de mobilidade.

Ainda não disponível.